Categories TOP NEWS

Brasil tem três pilotos no top 10 do quinto dia de provas do Mundial de Asa Delta

Enquanto o vencedor deste domingo (13) foi o tcheco Petr Benes, o italiano Alessandro Ploner retomou a liderança geral da competição. Alvaro Sandoli, o Nene Rotor, garantiu outro top 3 e subiu mais duas posições

O Brasil foi um dos principais destaques deste domingo (13), no quinto dia de provas da 21ª edição do Campeonato Mundial de Asa Delta, em Brasília. Enquanto Alvaro Sandoli, o Nene Rotor, repetiu mais um top 3 na competição, desta vez André Wolf, em quinto, e Carlos Niemeyer, em décimo, garantiram lugares entre os 10 melhores. Em primeiro lugar ficou o tcheco Petr Benes, ao completar os 132,7 km em 3h22min40, seguido do norte-americano Zac Majors, com o tempo de 3h22min47.

Após perder a liderança no sábado (12), o italiano Alessandro Ploner completou em nono lugar a quinta prova e, com a 13ª posição de Mario Alonzi (FRA), voltou à liderança. Agora, Ploner tem 4.716 pontos, contra 4.694 de Alonzi. O atual campeão do mundo, Christian Ciech (ITA), foi o nono colocado, e voltou ao terceiro lugar geral, com 4.668. Ao garantir mais uma vez a melhor colocação entre os brasileiros, Nene Rotor subiu duas posições, e é o sétimo, com 4.550. Petr Benes, Felippo Oppici (ITA) e Dan Vyhnalik (CZE) estão à frente do piloto de Atibaia, entre a quarta e sexta colocações.

“Sem dúvida foi a prova mais difícil após cinco dias de competição aqui no Planalto Central. No começo, o vento estava extremamente fraco, devido a uma inversão térmica. Achei que não daria para completar o voo até a Esplanada dos Ministérios. Fato é que próximo a Brasília estava realmente bom. Foi muito cansativo, imagino que todos estejam bem desgastados”, contou Alvaro Sandoli.

O carioca Carlos Niemeyer concordou com seu companheiro de seleção brasileira. “Foi uma prova difícil mesmo. Achei que não daria para completar, realmente. Poucos chegaram no goal e muitos pilotos que estavam na frente não conseguiram atingir esse feito. Ou seja, mudou bastante o ranking nas primeiras posições”, contou Niemeyer, que subiu de 24º para 18º lugar na classificação, agora com 4.061 pontos.

Disputa por seleções – As cinco primeiras colocações seguem inalteradas em relação ao quarto dia do Mundial. Os italianos lideram, com 14.143 pontos, 572 a mais do que a seleção da República Tcheca (13.571). O Brasil se manteve em terceiro, com 13.393. A Austrália (12.788), do atual número 1 do ranking, Jonny Durand, e o Estados Unidos (12.599) complementam o top 5.

Mais resultados – Os resultados divulgados acima são extra-oficiais. Para conferir as pontuações e classificações de todos os participantes do Mundial de Asa Delta, individuais e por equipes, basta acessar o endereço: http://eventos.cbvl.esp.br/pt/21-fai-mundial-de-asa-delta-brasilia-2017#resultados. As informações completas dos inscritos, programação, tempo real (live tracking) e demais informações também estão disponíveis no site.

Os países – Após a confirmação das inscrições realizadas entre domingo (6) e segunda-feira (7), 26 países participam do 21º Campeonato Mundial de Asa Delta de Brasília: Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Guatemala, Holanda, Hungria, Israel, Itália, Japão, Liechtenstein, México, Noruega, Nova Zelândia, Paraguai, República Tcheca, Suécia, Suíça e Venezuela.

O local das decolagens – Localizada a 92 km da Capital Federal, a cidade goiana de Formosa conta com uma rampa a cerca de 1.000 metros de altitude e, por possuir clima seco e vento constante, atrai atletas brasileiros e estrangeiros praticantes do esporte, recebendo anualmente, desde 1984, uma das etapas do Campeonato Brasileiro de Asa Delta. No ar, a distância de um voo direto é de 73 km, mas como o percurso da prova passa por pontos obrigatórios (tasks) os pilotos voam de 90 a 150 km, de acordo com os pontos escolhidos pelos organizadores. Este trajeto é definido de acordo com a previsão meteorológica do dia de cada etapa.

O Campeonato Mundial de Asa Delta tem como patrocinadores máster a Caixa e o Governo Federal. O evento conta com os apoios de Gollgi, Governo de Formosa, CONFAE, Secretaria do Esporte e Lazer de Brasília, Museu Nacional, Secretaria de Cultura, Aeroporto de Brasília, Força Aérea Brasileira (FAB), Bombeiros de Goiás, Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, Rádio Transamérica, Home – Hospital Ortopédico e Medicina Especializada, Sportfisio, Super Ar – Escola de Voo Livre, Sol Paragliders e o Grupo Voe Tur, como a agência oficial de turismo. É uma realização da Confederação Brasileira de Voo Livre (CBVL), Federação Aeronáutica Internacional (FAI) e Confederação de Aerodesporto Brasileiro (CAB), em uma produção da Zenith Marketing.

Serviço:
Campeonato Mundial de Asa Delta
Data: 6 a 19 de agosto
QG da Organização: Área externa do Museu Nacional, Brasília (DF)
Local dos voos: Rampa do Vale do Paranã, em Formosa (GO)

Programação:
Competição: Entre 9 e 14 e 16 a 19/08
Premiação e cerimônia de encerramento: 19/08 às 10h no QG

Mais informações:
Site: http://www.brasilia2017.com.br/
Facebook: www.facebook.com/Brasilia2017

Assessoria de imprensa local:
70 Mil Assessoria e Consultoria
Taíssa Costa / Adriana Nasser
E-mail: 70mil@70mil.com.br
Tel: 061 9.8415-4104 (Adriana) e 061 9.8372-9988 (Taíssa)

Assessoria de imprensa nacional:
ZDL Sports
Gustavo Coelho / Doro Jr. – Mtb 13209
E-mail: gustavo@zdl.com.br
Tel: 11 32855911 / Vivo: 11 9.8457-9699

 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

About the author